Ana Mattioli

Com o mar e a vida marinha sendo suas principais fontes de inspiração, as pinturas de Ana Matioli encantam com suas pinceladas curtas e precisas.

O principal destaque das suas obras é o movimento mágico das águas que a artista consegue expressar.

Em obras com paisagens envolvendo o oceano, o enquadramento peculiar da composição ganha ainda mais vida com o jogo de luz, flertando com a técnica renascentista do Chiaroscuro, tão presente nas obras de Caravaggio. Isto pode ser notado na obra abaixo:

Ana Mattioli, nasceu em Juiz de Fora em 1968. Pintora autodidata, iniciou sua carreira artística em 1994, desenvolvendo sempre uma temática de paisagens marinhas em óleo. Suas obras são produzidas á partir de fotografias ou mesmo apreciando paisagens ao vivo.

Desde cedo, o talento de Mattioli emergia nas mais simples manifestações: “Meu primeiro contato com a arte foi na adolescência, quando comecei com desenhos em cadernos de colegas, depois pinturas em tênis, e aos poucos fui descobrindo a pintura em tela.” – revala a artista.

A fonte de inspiração para os temas de suas pinturas é claramente tudo que envolve o mar e a vida marinha. Suas influencias, como revelado por ela mesma, são aritstas Surf Art como o mestre imortal havaiano Clark Takashima, o artista brasileiro radicado no Hawaii Hilton Alves, além de Erick Wilson, e o fotógrafo Clark Little.

O caminho para arte

Atingir o nível desejado para a arte exige esforço, dedicação e descobertas. Com Ana Mattioli, a trajetória foi enriquecedora, inspirando novos artistas a trilharem o caminho da arte, como ela mesma nos conta:

“Sou formada em Direito, porém nunca exerci a profissão pois não era o que queria! Então, escolhi o caminho que sempre sonhei viver: na arte, e não de arte! Comecei ministrando aulas de pinturas e ao mesmo tempo produzindo as minhas próprias artes, divulgando em várias exposições, e participando também de concursos de artes.

Hoje posso dizer que sou realizada pois a arte está sempre presente em minha vida, mesmo nunca ter aprendido consigo olhar para uma foto de um golfinho por exemplo e transforma-la em uma pintura hiper-realista. Isso para mim não tem preço, é mágico.” – relata a artista.

Com todas as suas atividades ligadas á arte, Mattioli mantém as aulas de pintura e ainda administra um atelier em Minas Gerais. Realiza periodicamente live paintings, mas sua força criativa vem através da música e uma bela tela em branco dentro do seu estúdio.

A artista não surfa, porém revela seu amor ao esporte e as ondas através de suas obras artísticas.

O que deixa Ana Mattioli de cabeça feita?
“O Mar, e poder transporta-lo para tela”

Saiba mais sobre o trabalho de Ana Mattioli nos links:

Instagram:artes.anamattioli
Site: anamattioli.carbonmade.com

F. Bari

Editor do site cabecaFeita.com

Deixe uma resposta