Claudia Vampré

O trabalho de arte de Cláudia Vampré retrata o surf e a cultura praia em cada detalhe de suas obras. Versátil, a artista utiliza diversas técnicas e experimentações como tecido, cerâmica e tela. Começou estudando arte desde cedo e está sempre reciclando e apurando seu conhecimento em cursos e workshops. Surfista reconhecida e de alma, Cláudia é também uma esportista e sua paixão pela vida e amor pelo mar refletem em sua genuína arte. Batemos uma papo com a artista, e a maneira peculiar de relatar os fatos nos envolve na vibe alto astral, positivo e alegre de Cláudia Vampre.

A relação com a arte

É aquela historia de criança – “Minha alegria era ganhar tintas, pincéis, papel, cola e tesoura. A distração era desenhar as coisas que eu via, ganhei meu primeiro premio ainda bem pequena aos 10 anos, um concurso da Petrobrás, engraçado pensando nisso agora eu desenhei um surfista, surfando uma onda de petróleo! nada ecológico!!!! Depois, me mudei para São Paulo para um concurso para bolsas de estudo na faculdade Marcelo Tupinambá e fui a única criança a entrar em dez vagas. – relembra Cláudia Vampré.

Os estudos estão presentes ativamente na trajetória de Cláudia, revelando interesse por arte desde cedo – “Eu tinha 13 e não parou mais: fiz técnico de publicidade na FECAP (só porque tinha varias aulas de desenho..rsrsrs), depois foram alguns cursos como aerografia na ABRA, Mkt cultural na ESPM…baixo esmalte (cerâmica)…Desktop Publisher (design gráfica) no DRC.” revela a artista.

Exposição no Festivalma 2010O Surf fluindo junto com a arte

Minha trajetória profissional começa nos tecidos, camisetas e biquínis,foram tantos! As telas e as cerâmicas sempre fizeram parte da minha vida, comecei profissionalmente aqui em Itacaré onde vi a oportunidade de ganhar a vida fazendo o que amava, não havia muitos suvenirs legais na época, e como estava aprendendo a surfar, sentia tanta energia disto que não conseguia retratar muita coisa alem do surf.

Era minha fonte de inspiração maior, quando aprendi a surfar na verdade, descobri algo tão mágico, tão transformador que mudou toda minha vida. Eu saí da noite para viver o dia, ficar saudavel, meditar, agradecer. Esse processo afetava diretamente em minha arte….foi algo que surgiu junto, ganhar a vida com arte e praticar o surf, veio casado as duas coisas e, uma foi reflexo da outra!

Inspirações e técnicas

Me inspiro muito nas cerâmicas chinesas, portuguesas (por isso a predominância do azul). Nas telas minha inspiração são as ondas do mar, amo retratá-las. Nos biquínis, minha inspiração são as flores, as frutas e também o mar…

Não tenho grandes influências, mas amo muito minha mestra Renata Sparapan, ela é grande fonte de inspiração! Caribé….nas cores…e grandes amigas artistas que tenho…elas me inspiram muito também!

Minhas técnicas são: acrílica sobre tela, tecido baixo esmalte, design gráfico..

O meu trabalho é baseado e resumido em pincel, todos eles, é onde eu me encontro, nas tintas e nos pinceis, inclusive quando estou com minha tablet, meu pincel da modernidade!!!!

Esportes e  o Surf

Cláudia começou a surfar tarde, com 18 anos e já andava de skate. Foi criada no mar, em Macaé no Rio de Janeiro até meus 14 anos – “Sempre fui esportista (federada em futebol de salão , campo, ciclista, nadadora) e aprendi a surfar em Itacaré, um lugar mágico para a inspiração do surf. Aprendi sozinha inspirada no surf mesmo!! rsrsrsrrs E o surf me levou a lugares incríveis, foi quando tive o convite da Federação Baiana de Surf para competir pela equipe brasileiro amador, fui vice campeã baiana duas vezes consecutivas, mas logo deixei de competir, nao é meu forte!

Amo surfar em qualquer condições, é muito raro eu estar no mar e reclamar, só de dar o primeiro mergulho e remar já me satisfaço…o surf é minha terapia , minha meditação, meu descarrego e recarrego, gostei muito de surfar no Peru, um lugar mágico para o surf.

Eventos e Exposições

Em relação aos eventos, vivi eles no mesmo momento, mesma fase! Estive em Fernando de Noronha WQS , evento mais tradicional do pais(Hang Loose Pro Contest). Fiz também o Festival Alma Surf de 2010.

Outro evento interessante que participei, foi a I Mostra Surf Art Brazil na Praia Grande, realizada pelo portal cabecaFeita, que apesar de não poder comparecer, sei que foi muito lindo, grandioso de pura arte, pra mim, estar ao lado de pessoas tao renomadas foi um marco que transformou minha vida.

F. Bari

Editor do site cabecaFeita.com

Deixe uma resposta