Michel Freyer

 

O artista Michel Freyer vive e trabalha em uma pequena cidade perto de Frankfurt na Alemanha. Nascido em 1970 surfa regularmente, além de praticar o Snowboard – “Eu posso facilmente dizer que ao lado de minha família, o Surf e a SurfArt são as coisas mais importantes na minha vida, e como sou um surfista sem oceano próximo à minha casa, a arte tem um significado especial em minha trajetória.” – revela o artista.

Surf, Arte e Madeira Reciclada

O surf inspira e incentiva à arte de Freyer:  “Para mim o surf começou na costa basca na França e depois que eu me viciei no esporte,  viajei por vários meses para Maui no Hawaii. A experiência de estar no Hawai foi uma influência muito grande para mim. Todas as ondas poderosas, a cultura e as pessoas acabaram mudando  minhas prioridades e a minha visão da vida.” – diz o artista.

“Voltei a estudar arte aqui na Alemanha e foi tranqüilo aplicar meus conhecimentos para trabalhar como SurfArtista, depois de ter trabalhado vários anos com grandes marcas de Surf como O `Neill, Quiksilver e Mormaii aqui na Europa. Nesta época eu estava viajando muito para a Indonésia e a costa atlântica francesa, me inspirando muito e criando meu estilo, porém, depois de um tempo, percebi que eu tenho que adaptar minha arte cada vez mais para as reivindicações das empresas, limitando minha criatividade. Então, decidi seguir o meu próprio caminho e mostrar minha arte em diversos festivais pela Europa (BiarritzSurfArtFestival, ISPO Munique ).”

Utilizando diversas mídias, entre elas a madeira, o artista revela seu processo criativo – ” Driftwood é um dos meus materiais favoritos para trabalhar. Eu amo a idéia de que a madeira atravessou o oceano e encontrou-me para  ser processada em uma obra de arte.” – dispara Freyer.

Esculturas na parede

Além da arte em madeira, Michel Freyer também faz esculturas em murais que ele denominou “The Dudes” na qual tem um relacionamento especial. É um grupo de esportistas surfando em longboards, pranchas retrô, SUP e skate. A inspiração para a criação desta série veio da Indonésia, onde Freyer encontrou um cara magrelo que vivia transitando na selva à procura de picos de surf.

Meu objetivo para o futuro é surfar o quanto for possível e desenvolver a minha arte e ensinando minhas duas filhinhas um estilo de vida boa e tranquila.

Para saber mais: http://www.etsy.com/shop/SurfArtMichel

 

 

 

 

 

F. Bari

Editor do site cabecaFeita.com

Deixe uma resposta